sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

THATCHER, OBAMA E AS FORÇAS ARMADAS

Passaram, recentemente, a circular na Net algumas afirmações da antiga Primeira-Ministro Margaret Thatcher, relativamente à presença de mulheres nas Forças Armadas.

Texto com o qual não podemos deixar de concordar.

Por me parecer pertinente (e a memória dos homens ser curta) junto três artigos que (nas datas assinaladas escrevi) sobre o tema (o último dos quais já inserido na temática do casamento homossexual).

Nem por acaso, no dia 23 do corrente mês de Janeiro, caiu na imprensa que a Admnistração Obama, vai permitir que as militares estado-unidenses possam entrar em combate. Quanto às "mariquices", infere-se do discurso da tomada de posse...

Caíram assim por terra todas as objecções da hierárquia militar americana quanto a estes assuntos - que eram públicos e tinham anos (ao menos esses ainda se opuseram...).

Até onde nos afundaremos nos abismos morais e no erro, eis a questão que fica em aberto.

1 comentário:

António Silva disse...

Propósitos Socialistas da Ordem dos Iluminados:
1º A abolição da monarquia ou qualquer outra forma de governo.
2º A abolição da propriedade privada dos direitos sucessórios.
3º A abolição do patriotismo e do nacionalismo.
4º A abolição da família e da instituição do matrimónio, estabelecendo um sistema em comunidade para a educação das crianças.
5º A abolição das religiões.
Fonte: Luís Miguel Martínez Otero, Illuminati Trama e Conspiração, Editora Ausência, V. N. Gaia, 2005, pág. 75.

Já sabemos que o fanatismo ateu, desconhecedor dos mistérios sobrenaturais, nega com toda a sua virulência as verdades das tramas que nos maltratam há mais de 200 anos. Nesse pacote daquilo que não pode ser possível, porque os materialistas assim o desejam, mas que as evidências confirmam, temos a Ordem dos Illuminati fundada pelo judeu Adam Weishaupt em 1776. A obra actualíssima, de Luís Otero, tenta revelar as obscuridades das maçonarias explicando as suas intenções para destruírem a Monarquia e a Igreja de Roma visando a implantação de um Governo Único Mundial através da Nova Ordem Mundial já em curso.

O tema do feminismo enquadra-se no propósito da abolição da família. Todos os tentáculos revolucionários apregoam a emancipação feminina, e todos defendem a igualdade de sexos, seja lá o que isso for. Mesmo os partidos ditos conservadores, não sabemos já o que conservam, cada vez se afastam mais do direito natural e da noção de Homem que a tradição sabiamente construiu. A desordem no lar provocada pela ausência de comando, de uma cabeça directora, só pode ter como fim a inviabilidade da família tal como os nossos antepassados a conceberam. O objectivo do poder sombra é mesmo esse, a destruição das famílias, implicito está a redução da taxa de natalidade, para que se reduzam ou exterminem mesmo alguns povos.